quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Operações para o Censo Agropecuário 2017 começam em outubro

     A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ressaltaram a necessidade de o produtor participar do Censo Agropecuário 2017 e responder corretamente as perguntas dos pesquisadores nas visitas aos estabelecimentos rurais. O tema foi abordado pelo gerente do Censo Agropecuário, Antonio Florido, durante palestra na sede da CNA. Segundo ele, é “fundamental a participação do produtor porque os dados fornecidos serão utilizados em futuras políticas públicas para a agropecuária”. Todos os estabelecimentos agropecuários do país – estimados em 5,3 milhões de propriedades pelo IBGE -, serão visitados por 18,8 mil recenseadores, do dia 1º de outubro de 2017 até 28 de fevereiro de 2018. Os resultados preliminares serão divulgados entre março e abril de 2018. Florido reforçou que a “veracidade das informações fornecidas será fundamental para um diagnóstico correto” da situação da agropecuária.      As informações prestadas pelo produtor são sigilosas. No questionário elaborado pelo IBGE estarão perguntas como o tipo de produção, as condições de plantio, infraestrutura e mão-de-obra empregada. Ferramenta estratégica O Superintendente Técnico da CNA, Bruno Lucchi, ressaltou que o Censo Agropecuário é a “principal ferramenta que baliza e define as estratégias para a adoção de programas essenciais ao crescimento do setor, fortalecendo a agricultura e a pecuária do país”. A coleta dos dados será digital e, caso algum produtor não receba a visita do pesquisador, poderá procurar o Centro de Informações do IBGE de sua região e solicitar a presença de um recenseador no estabelecimento.



Artigo original da SF Agro: http://sfagro.uol.com.br/censo-agropecuario-2017-participacao-produtor-rural-fundamental/

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Encontro dos Especialistas em Educação

No dia de ontem (20/09) os Especialistas em Educação tiveram atividades de formação na Secretaria Municipal de Educação de Rio Negrinho – SC. O evento é coordenado pelas Especialistas Clea Medeiros e Anita Meister Raschke.
No primeiro horário, as professoras do Atendimento Educacional Especializado (AEE) apresentaram conceitos relacionados aos alunos especiais e pediram o apoio dos especialistas no atendimento às necessidades destes alunos e de seus professores. Elas enfatizaram a importância dos especialistas serem uma ponte entre alunos, professores das escolas e professoras do AEE.
Em seguida a Gestora Pública Ana Paula Lima Ferreira, do Programa de Residência em Gestão Municipal (PRGM), que atua junto à Secretaria de Educação, deu orientações sobre a produção de um Manual de Boas Práticas a ser elaborado pelos especialistas sobre suas rotinas de trabalho.
Na parte da tarde os especialistas receberam a presença do Professor João Ângelo, que ministrou a palestra “Educação Afetiva: O papel do educador”. O Professor é professor da Universidade do Contestado (UnC) e ministra aulas para o curso de Psicologia.
Ao final, os especialistas ainda trocaram experiências entre si sobre os trabalhos desenvolvidos por eles nas escolas municipais de Rio Negrinho.


Inauguração Horta e Trilha das Sensações

Neste dia 21 inaugurou-se a horta do CMEI Dona Benta com a Trilha Sensório Motora voltada para educação infantil e iniciou-se o Projeto Mudança de Hábitos Alimentares e Produção orgânica. Estavam presentes o Subprefeito da Volta Grande Tcharles Purim, a Secretária de Educação Sra. Darli Frota Tandalo, Representante da Secretaria Departamento Educação Infantil Eni, Educação Especial Cristiane, Especialista em Educação Cléa Medeiros, Camille Dorneles Binder Nutricionista da Secretaria Municipal de Educação que palestrou sobre alimentação saudável.
Este projeto de revitalização dos jardins e construção da Horta Sensório Motora, mudança de Hábitos Alimentares é uma construção do CMEI e comunidade. Agradecemos aos pais, ao Sr. Bernardo Pscheidt, KS Viveiro, Sra. Jurildes Sacht, Seu Luiz, Lucio, Agropecuária Hincke, Regina Stoeberl, Pedro Denck, Nilson e Subprefeitura; que sempre participam mas são amigos também de outras unidades escolares do nosso município. Agradecemos em especial a Dona Cléa Medeiros Especialista da Secretaria Municipal de Educação que é a idealizadora desse projeto.
Sem o carinho e cuidado desses parceiros tudo seria mais difícil, então nosso muito obrigado a todos!
Gestora Letícia Neppel Kirschbauer e equipe de funcionários CMEI Dona Benta






Computação Desplugada

Ao contrário do que se pensa, é possível também aprender os fundamentos da Ciência da Computação sem o uso de computadores. Os alunos do 4º e 5º ano da EMEBI Pe. Cláudio Longen tiveram essa experiência numa aula de Computação Desplugada, onde puderam aprender conceitos de Linguagem de Programação como algoritmos, funções e laços de repetição, através da confecção de pulseiras.
A atividade fez parte do Projeto Linguagem de Programação na Escola, desenvolvido pelas professoras Denise de Freitas, Cláudia Schoeffel e pela Monitora de Informática Débora de Lima.





Inauguração da Horta Sensório Olfativa Motora

Foi com grande entusiasmo que os alunos, professores e direção da EMEBI Pe Dr Tomas Gasser fizeram a inauguração da nova horta, que traz como a principal característica a trilha sensório motora.
Contamos neste dia com a honrada presença do Sr. Beto Albuquerque Vice prefeito Municipal, Da Sra Secrataria de educação Darli Frota Tandalo, do Sr Sub-prefeito de distrito de Volta Grande Tcharles Purim, as crianças fizeram a apresentações de teatros, cantaram uma música tudo referente ao tema Horta, em seguida o Vice-prefeito fez o corte da faixa de inauguração, após o ato foram todos passear pela trilha, visitando cada canto da horta, a estufa de mudas, os canteiros com ervas de cheiros, admirando os filtros dos sonhos e também dos sinos dos ventos, o canto dos espantalhos enfim a nova horta está ponta para receber visitantes que queiram sentir o prazer do ambiente.











quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Tênis de Mesa no CAE

Os parceiros solidificam o trabalho e mais ainda os trabalhos de implementação pedagógica da matriz curricular dos CAEs. Hoje a disciplina de tênis de mesa está funcionando no CAE Professor Elias Graboski graças a parceria com a Fundação Municipal de Esportes de Rio Negrinho e o secretário da mesma: Manoel Alves, que cedeu uma mesa de tênis de mesa para este CAE, dando possibilidades de desenvolvimento para as crianças do bairro Vista Alegre que frequentam este CAE.Ao Senhor Manoel Alves nosso muito obrigado pela atenção e ajuda para com o CAE Professor Elias Graboski.



No dia 13/09 foi realizada uma palestra na EMEB Ricardo Hoffmann com o empreendedor Juliano Froehner. A atividade faz parte do cronograma de atividades do Projeto As Vantagens de Permanecer na Escola do SESC, que está sendo desenvolvido pelo voluntário Silvio Bianchini.
Na oportunidade, Juliano destacou a importância de se dedicar nos estudos e darmos o melhor naquilo que fazemos, dando o exemplo dos asiáticos, que são os grandes desenvolvedores das inovações tecnológicas mundiais e que desde muito cedo se dedicam muito aos estudos.
Enfatizou também que os alunos precisam aguçar a visão em identificar as necessidades que os rodeiam, pois nelas é possível encontrar grandes oportunidades para empreender. Frisou que precisam buscar identificar aquilo que mais gostam de fazer e buscar trabalhar nessa área, pois assim serão mais felizes em suas profissões.


terça-feira, 12 de setembro de 2017

PNAIC visa zerar analfabetismo nos anos iniciais

  Nesta semana, ocorreu o lançamento do PNAIC (Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa), para os professores da Rede Municipal de Ensino de Rio Negrinho. O Pnaic é um compromisso assumido pelos governos Federal, Estado e dos Municípios, para garantir que todos os estudantes dos sistemas públicos de ensino estejam alfabetizados, em Língua Portuguesa e em Matemática, até o final do 3º ano do ensino fundamental, além reduzir a distorção idade-série na Educação Básica, melhorar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e contribuir para o aperfeiçoamento do desempenho dos professores. Para isso, os professores da Educação Infantil e dos Anos iniciais passarão por capacitações nos próximos meses.
O lançamento ocorreu no Centro de Excelência Evaristo Stoeberl, e contou com a presença do prefeito Julio Ronconi, do vice Roberto Albuquerque, da secretária de Educação Darli Frota Tandalo, e da coordenação Local Cléa Fiamoncini, formadora da Educação Infantil Iliane Roeder, formadora dos Anos Iniciais Patricia Valério. A abertura contou ainda com a apresentação de alunos da escola Padre Claudio Longen, que participam de uma oficina de flauta.
A formação acontecerá de setembro a novembro, contando com os profissionais da Educação Infantil e do Ciclo da Alfabetização. Os profissionais do Distrito de Volta Grande também serão contemplados com o curso que acontecerá no próprio distrito. Conforme Clea, a formação continuada estabelece alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do 3º (terceiro) ano do Ensino Fundamental. “Atendendo à Meta 5 do Plano Nacional da Educação (PNE) e conforme a Estratégia 5.1 em que exige uma visão sistêmica da educação. É um dos pilares para o alcance de outras Metas do PNE, em especial a de número 2, que determina Universalizar o Ensino fundamental de 9 (nove) anos para toda a população de 6 (seis) a 14 (quatorze) anos, garantindo que os alunos concluam essa etapa, até o último ano de vigência do PNE”, explica Clea.
Para o vice-prefeito, é fundamental a capacitação dos profissionais da Educação. “Quando temos um professor dedicado, que é estimulado via capacitações continuadas, sabemos que a Educação ocorre de melhor forma”, frisou Roberto. “Um país sem Educação, não cresce”, arrematou ele. Conforme Julio Ronconi, é necessário dar a máxima atenção à Educação. “Esse programa além do benefício que traz para as crianças, beneficia toda a sociedade”, falou o prefeito, que destacou a necessidade de todos os responsáveis estarem envolvidos para que o sucesso possa ser alcançado. “Precisamos que todos abracem esse projeto, e temos certeza que isso vai refletir em nossas crianças”, destacou ele.

O programa possibilita que sejam definidos, para cada ano, direitos e objetivos de aprendizagem a serem alcançados e estratégias de acompanhamento especial, com atendimentos personalizados de recuperação e aceleração de estudos.