terça-feira, 25 de abril de 2017

Sessão cívica do EMEB Arnaldo e comemoração dos 29 anos da unidade







Edital de Práticas Esportivas e Artísticas



A Secretaria Municipal de Educação abre inscrições para práticas esportivas e artísticas.
Clique no link abaixo para acessar o Edital e demais documentos para inscrição.

EMEB Pedro Henrique Comemora Aniversário da Cidade

     Para comemorar o aniversário de nossa querida Rio Negrinho, os alunos da EMEB Pedro Henrique participaram de uma palestra com Escritor e Historiador Dr. José Kormann.



Um mundo de ideias novas

     Professora Isabel, da EMEB Pedro H. Berkenbrock, apresentou seu projeto: UM MUNDO DE IDEIAS NOVAS, VIVIDAS OU IMAGINADAS POR GRANDES ESCRITORES, na 2ª Mostra Literária Cenecista.







Desfile Comemorativo em Volta Grande

     No dia 22/04 foi realizado o desfile em comemoração aos 137 anos de Rio Negrinho.
     Mais fotos podem ser observadas no Facebook Oficial da Prefeitura de Rio Negrinho.












Menino Jesus visita Colônia Olsen

As turmas do 5º ano da EMEB Menino Jesus, na disciplina de história, têm como conteúdo do 1º bimestre a formação da população brasileira, a qual durante o bimestre os alunos tiveram a oportunidade de estudar e conhecer os povos que vieram colonizar o Brasil e formar esta nação rica em culturas diferentes.
Para aprofundar ainda mais os conhecimentos, no mês de abril a Profª Gislayne Suelen Prohmann, abordou o tema da colonização da nossa cidade onde pudemos ir visitar a Colonia Olsen, local onde a primeira comunidade organizada se formou. Visitamos o Monumento do Colonizador, local este onde foi realizada a primeira missa na localidade, a Igreja, a escola, o cemitério e também a serraria Muehlbauer, onde os alunos visualizaram a "roda d'água" e a importância dela no trabalho da serraria.
Gostaríamos muito de agradecer as turmas dos 3º anos 1 e 2, que aceitaram o convite para nos acompanhar e também ao Sr. Luiz Kormann que prontamente aceitou o convite para ir junto e enriquecer nosso passeio com suas histórias maravilhosas, que encantaram os alunos e ficaram guardadas por muito tempo em nossa memória. Nada mais interessante do que viver um pouco da história de nossa cidade.







quinta-feira, 20 de abril de 2017

Baleia Azul, o jogo suicida que preocupa o Brasil e o mundo

Um dos assuntos que mais tem gerado preocupação no Brasil e no mundo é o jogo virtual da Baleia Azul. O passatempo, disputado pelas redes sociais, propõe ao jogador 50 desafios macabros que vão desde a automultilação até o suicídio. O game funciona como uma espécie de "siga o mestre" - quem dita as regras e propõe os desafios é um mentor, o qual envia aos participantes mensagens com instruções do que fazer e solicita fotos como prova do cumprimento das tarefas.
Os jogadores geralmente são crianças e adolescentes, que, além de estarem mais suscetíveis a influências de terceiros, passam mais tempo em redes sociais. Tudo começa de maneira "leve" - no início, são delegadas aos jogadores tarefas como assistir a filmes de terror, ouvir músicas psicodélicas e desenhar uma baleia azul em um papel. Com o passar dos dias, os adolescentes chegam a ser desafiados a se pendurarem em lugares altos e se automutilarem, ou até tirarem a própria vida.
Ao que tudo indica, o jogo Baleia Azul teve início na Rússia, em 2015, quando uma jovem de 15 anos cumpriu a última tarefa e pulou do alto de um edifício. Dias depois, uma adolescente de 14 anos se atirou na frente de um trem. Os episódios fizeram as autoridades do país começarem uma investigação que ligou os incidentes a um grupo que participava de um desafio com 50 missões.
A preocupação com o jogo aumentou no ano passado, quando diversas fontes divulgaram, sem confirmação, 130 suicídios supostamente vinculados a comunidades virtuais identificadas como "grupos da morte". Diversos países, como a Inglaterra, França e Romênia têm enviado alertas aos pais depois que adolescentes apareceram com cortes nos braços e sinais de mutilação.
No Brasil, uma menina de 16 anos morreu no Mato Grosso após se afogar em uma lagoa na região central de Vila Rica, a cerca de 1.200 km de Cuiabá. A principal suspeita da polícia é a de que a jovem, que apresentava cortes nos braços, participava do jogo da Baleia Azul. A polícia brasileira também investiga a participação de alunos de João Pessoa em grupos de automutilação e morte, além das denúncias de que os curadores do game estariam ameaçando os jovens que tentassem desistir dos desafios. Jogos que apresentam riscos letais viraram moda entre muitos adolescentes. No ano passado, um garoto de 13 anos morreu após se enforcar na casa do pai, no litoral sul da capital paulista.
Gustavo Detter participava de um "choking game", em que a pessoa interrompia o fluxo de ar com as mãos ou objetos para induzir o desmaio. As autoridades recomendam às famílias a monitorarem o uso da internet dos filhos, frequentarem suas redes sociais, observarem comportamentos estranhos e, sobretudo, conversarem e conscientizarem os adolescentes a respeito das consequências de práticas periogosas. Com os jovens que apresentam tendência à depressão, a atenção deve ser redobrada, pois eles costumam ser especialmente atraídos por jogos como o da Baleia Azul.


quarta-feira, 19 de abril de 2017

Parquinho CMEI Dona Benta

     Estamos muito felizes em receber em nosso CMEI o parquinho que nossas crianças tanto esperavam.
     Agradecemos a Secretaría Municipal da Educação e principalmente as responsáveis do Departamento de Educação Infantil Roselaine, Sirlene e Eni , o nosso muito obrigado!







segunda-feira, 17 de abril de 2017

Páscoa Cae Elias Graboski

   A celebração e união em pleno sentido, daqueles que se espelham no Cristo vivo, em sua misericórdia e compaixão pelo próximo. Foi com esta motivação que a Gestão do CAE Professor Elias Graboski e sua equipe de funcionários buscaram ampliar essa vivência de Páscoa para suas crianças.
     Deixe vir a mim os pequenos por que deles é o reino de Deus.
     Foi por este intuito que Cristo foi crucificado e ressucitou, não há vida sem amor ao próximo, nem discurso sem ação.
   Nossas ações devem refletir aquilo que somos e vivemos. Acolhermos sempre com amor e compaixão, esse é o sentido de humanidade no ser humano.